Passar para o Conteúdo Principal
 

Arquivo da Web Portuguesa – Testemunhos

Arquivo da Web Portuguesa – Testemunhos

Utilizadores satisfeitos do Arquivo da Web Portuguesa dão testemunho sobre a utilidade do serviço. Disponível para todos em arquivo.pt.

Diariamente são publicados milhões de conteúdos na Internet. No entanto, sabe-se que grande parte da informação publicada deixa de estar disponível decorrido algum tempo, perdendo-se irremediavelmente. É comum pensar-se que existem meios automáticos para gestão de toda a informação que é criada, publicada, modificada e apagada no mundo online. Porém, a ideia de que o acesso à informação do passado poderá estar sempre ao alcance de uma simples pesquisa não está inteiramente correta. Dados estatísticos dizem-nos que após 1 ano, apenas 20% de um conjunto de endereços se mantêm válidos, ou seja, 8 em cada 10 dos ‘Favoritos’ que guardámos nos últimos 12 meses já se perderam.
Aceder, de forma gratuita, a informação que já esteve online

É na recuperação do acesso a estes endereços que o serviço prestado pelo Arquivo da Web Portuguesa (AWP) se propõe ser útil. O AWP, uma iniciativa da FCCN – Unidade da FCT, constitui-se como uma forma de arquivar e preservar a informação publicada na Web portuguesa, para que o conhecimento nela contido esteja acessível às nossas gerações futuras. Desta forma, sempre que se manifeste necessário revisitar informação, caso esta já não esteja disponível no seu estado original, será possível encontrá-la através do Arquivo da Web Portuguesa (http://arquivo.pt).

Fernanda Olival, Docente na Universidade de Évora e investigadora integrada do CIDEHUS – Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades, conta como através do AWP conseguiu obter dados de um projeto desaparecido: “Usei e tenho usado o AWP fundamentalmente para obter dados de um site de um projecto que tinha e foi destruído por um ataque pirata. O objetivo foi provar que tínhamos um site. Já tenho usado de outras vezes para recuperar materiais que deixaram de estar online.”

A preservação digital, para além de propor a salvaguarda histórica de conteúdos, facilita ações práticas simples como a obtenção de informação publicada no passado para documentar um artigo ou um trabalho, o suporte a uma investigação que necessite de reencontrar publicações do passado ou mesmo a pesquisa de conteúdos com relevância histórico-científica.

Sandra Antunes, investigadora na Universidade de Aveiro, atesta que no decorrer da sua investigação para finalizar o doutoramento em Design, o AWP foi essencial na recuperação de artefactos do passado (1995-1998), tendo sido especialmente útil na recuperação de arquiteturas de websites. Apesar de ter sido possível contactar os criadores dos websites em estudo, cedo verificou a impossibilidade de revisitar e recuperar o acesso na mesma forma em que este já teria existido.

“A manifesta imaterialidade do artefacto e a rápida obsolescência das tecnologias envolvidas são as grandes responsáveis por esta situação. Em todas as entrevistas foi usado o Arquivo da Web Portuguesa como recurso visual para referenciar os websites aos próprios criadores. Não fossem estes recursos e não teria um documento visual a acompanhar e auxiliar as entrevistas, sendo a excepção algumas capturas de ecrã documentadas em algumas publicações.” – acrescenta Sandra.

Francisco Couto, professor no Departamento de Informática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e coordenador do mestrado em Bioinformática e Biologia Computacional, explicou-nos como o Arquivo da Web Portuguesa permitiu aos seus alunos da disciplina de Aplicações Web da FCUL recolher referências a personalidades e respetivas datas para os seus projetos: “Por exemplo, foi-lhes possível identificar relações entre personalidades no espaço e no tempo, para saber quando e onde pela primeira vez duas personalidades estiveram relacionadas. Satisfez expectativas. O Arquivo da Web Portuguesa demonstrou ser uma excelente fonte de informação datada no tempo.”

O AWP age para além da prevenção da perda de informação; esforça-se ainda por cumprir objetivos como a expansão do uso do português enquanto língua para comunicação na Web e a disponibilização de um recurso ágil de investigação para as mais variadas áreas (História, Sociologia, Linguística, entre outras).

Cristina Ribeiro, Professora Auxiliar no Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, teve igualmente uma experiência positiva na utilização do AWP e refere: “Tenho usado o Arquivo da Web Portuguesa como suporte para trabalhos de estudantes numa unidade de “Arquivos e Bibliotecas Digitais” na Universidade do Porto. O Arquivo corporiza conceitos de arquivo digital de uma forma viva, permitindo a discussão com base em experiências individuais de pesquisa. Tentei a mesma experiência com o Internet Archive com menos sucesso. O foco do AWP na Web portuguesa permite uma abordagem mais fácil pelos estudantes e a pesquisa à maneira da pesquisa na Web requer menos conhecimento prévio da organização das coleções. Como memória da edição na Web e como ferramenta de investigação, o AWP é um recurso inestimável”.

Qualquer um poderá colaborar com o Arquivo da Web Portuguesa sugerindo sites para arquivo.
Outra das melhores formas de colaborar com o AWP é ajudando a divulgar o serviço e as suas potencialidades.
Toda a informação sobre o Arquivo da Web Portuguesa está disponível online em http://sobre.arquivo.pt/ .