Passar para o Conteúdo Principal
 

Bella: Nova velocidade intercontinental

Bella: Nova velocidade intercontinental

Assinado contrato que permitirá atingir novas velocidades na Internet entre a Europa e a América Latina – Fundação para a Ciência e a Tecnologia integra Projeto BELLA

Foi assinado o “contrato de direito de utilização irrevogável” (IRU) para a entrada em funcionamento de um novo cabo submarino ótico entre Brasil e Portugal, para reforçar a ligação de Internet e o tráfego de dados entre a Europa e a América Latina. O projeto BELLA (Building European Link to Latin America) será implementado por um consórcio do qual faz parte a FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, através da sua Unidade de Computação Científica Nacional, a entidade que gere a RCTS (Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade).

O cabo, com quase 10.000 km de extensão, permitirá atingir uma velocidade de transmissão de dados de 100Gbs/segundo (muito superiores aos atuais 10Gbs/segundo), respondendo às necessidades de partilha e colaboração transatlânticas das comunidades de investigação e ensino da Europa e da América Latina nos próximos 25 anos, em áreas como astronomia, física de partículas e observação da Terra. O EllaLink deverá estar operacional até ao final de 2020, e Portugal funcionará como a terminação do sistema submarino na Europa.

A rede GÉANT – principal associação europeia de infraestruturas eletrónicas e serviços para a investigação e educação, da qual a FCT é membro – está ligara à RedCLARA – rede académica da América Latina – desde 2003. No entanto, não há um cabo submarino capaz de suportar as necessidades de transmissão de dados de investigação e ensino entre a Europa e a América Latina. Com o EllaLink, o tráfego fluirá diretamente entre os dois continentes, melhorando a proteção dos dados e otimizando o custo/benefício da conectividade.

Ter um espectro de um cabo submarino intercontinental entre a Europa e a América Latina que pode ser implementado e atualizado de acordo com os elevados requisitos de conectividade para a investigação e o ensino é um modelo totalmente novo para ligações internacionais, que proporciona a flexibilidade e a relação custo-benefício necessários para atender às necessidades dos utilizadores. “Estou muito feliz por ver o cuminar do trabalho com os nossos colegas do Consórcio BELLA, refletida na assinatura do contrato BELLA com a EllaLink”, diz Erik Huizer, CEO da GÉANT. “Será emocionante ver de perto a implantação de um cabo submarino, e estamos ansiosos para ver a troca entre a GÉANT e a RedCLARA feita por um caminho físico direto entre os dois continentes pela primeira vez em 2020”, conclui.

Luis Eliécer Cadenas, Diretor Executivo da RedCLARA e Co-Presidente do Consórcio BELLA, salienta que “Este marco é uma conquista fundamental para a comunidade de investigação e educação da América Latina. Estamos a abrir um canal direto de colaboração com a Europa, garantindo segurança e qualidade de serviço para as variadas aplicações científicas e de ensino que esperamos oferecer. A RedCLARA está empenhada na construção de uma infraestrutura de comunicação de dados para investigação e ensino que fomentará o desenvolvimento regional. O cabo submarino BELLA é o primeiro passo em direção a esse objetivo”.

bella map plan

Sobre o BELLA
O projeto BELLA (Building the Europe Link with Latin America) promove a possibilidade de existência de interconectividade de longo prazo entre as comunidades de pesquisa e ensino da
Europa e da América Latina através da obtenção e implantação de contratos de direito de utilização irrevogável (IRU) sobre espectros de um cabo submarino direto entre as duas regiões e a implantação de uma rede de investigação e ensino com capacidade de 100 Gb/s por toda a América Latina.
O BELLA é implementado por um Consórcio das Redes Regionais de Ensino e investigação GÉANT (Europa), RedCLARA (América Latina) e as Redes Nacionais de Ensino e Investigação do Brasil, Chile, Colômbia, Equador, França, Alemanha, Itália, Portugal e Espanha. O BELLA é financiado pela Comissão Europeia (DG-CONNECT, DG-DEVCO e DG-GROWTH), governos e redes académicas da América Latina.
Para mais informações, visite www.bella-programme.org

Sobre a GÉANT
A GÉANT é a maior associação europeia para colaboração de infraestrutura e serviços de rede e afins em benefício da investigação e educação, contribuindo para o crescimento económico e competitividade da Europa. A organização desenvolve, entrega e promove serviços avançados de infraestrutura eletrónica de rede e afins e apoia a inovação e partilha de conhecimento entre membros, parceiros e toda a comunidade de investigação e ensino.
Para mais informações, visite www.geant.org

Sobre a RedCLARA
A RedCLARA é a Rede de Ensino e Investigação da América Latina, líder regional no incentivo à colaboração e desenvolvimento em educação, ciência e inovação através da sua infraestrutura eletrónica e serviços adaptados às necessidades da comunidade. A RedCLARA oferece interconexões regionais e ligações globais através de nós de rede internacionais e promove o desenvolvimento de ferramentas, serviços e projetos de investigação para fortalecer o desenvolvimento local científico e de ensino e a colaboração entre instituições de I&D da América Latina entre si e com o mundo, com um foco importante em regiões menos desenvolvidas.
Para mais informações, visite: www.redclara.net

Sobre o EllaLink
O EllaLink é um novo cabo submarino que liga o Brasil e a Europa, unindo os grandes polos de São Paulo e Fortaleza a Lisboa e Madrid. O sistema está a ser construído pela Alcatel Submarine Networks e fará parte da nova geração de cabos submarinos coerentes, oferecendo 72 Terabits de capacidade em 4 pares de fibras. O EllaLink garantiu pontos de chegada em Santos, Fortaleza (Brasil) e Sines (Portugal) e deve estar pronto para entrar em serviço em 2020.

Sobre a FCT
A Fundação para a Ciência e a Tecnologia é a agência pública nacional para o financiamento da investigação em ciência e tecnologia, tutelada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. A sua Unidade Computação Científica Nacional gere, desde o início da década de 90, a rede de investigação e ensino nacional, a RCTS – Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade. Esta rede de alto débito liga hoje à Internet as instituições de Ensino Superior Público, Laboratórios do Estado, Instituições de I&D. Para mais informações, visite: www.fct.pt