Passar para o Conteúdo Principal
 

Estudantes visitam Unidade de Computação Científica

Estudantes visitam Unidade de Computação Científica

alunos

Um grupo de estudantes da Escola Profissional Val do Rio conheceu hoje alguns dos espaços da Unidade de Computação Científica Nacional. Estúdio, Sala Imersiva TejoHD e Datacenter estiveram em destaque.

A viagem pelo mundo da Unidade de Computação Científica começou no Estúdio, onde o coordenador da Equipa de Resposta a Incidentes de Informática (RCTS CERT), Carlos Friaças, prestou alguns esclarecimentos e conselhos sobre segurança, nomeadamente relativos a temas como o phishing ou o spam.

 

Depois da oportunidade de conhecer o equipamento e o modo de funcionamento do Estúdio, o grupo seguiu até à Sala Imersiva TejoHD.

Aí, foi possível conhecer a tecnologia que está na base desta sala de videoconferência em alta definição que inclui visionamento panorâmico e som envolvente de alta fidelidade.

A visita terminou com uma passagem pelo Datacenter, onde estiveram em destaque os métodos de segurança e redundância empregados na manutenção da alta disponibilidade e performance da RCTS.

 

O grupo de alunos da EPVR era formado por finalistas do curso de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos e por estudantes dinamarqueses que, durante as próximas duas semanas, vão poder conhecer Portugal, no âmbito do programa Erasmus+.

A oportunidade, explicou o professor da EPVR, José Cunha, surge ao abrigo de um protocolo assinado entre a Escola Profissional Val do Rio e a TEC – Technical Education Copenhagen.

A escolha em visitar a Unidade de Computação Científica Nacional “foi uma primeira opção”, realçou José Cunha, tendo em conta a oportunidade “de visitar o Datacenter e de ver esclarecidas diversas questões relativas a segurança de rede”. Por outro lado, acrescentou, o facto de esta Unidade “se mover nas áreas da educação, em proximidade com as instituições de ensino superior” aumenta também o grau de interesse da visita.