Passar para o Conteúdo Principal
 

GigaPix comemora 20 anos

GigaPix comemora 20 anos

Logo Gigapix

Promovido pela FCCN, a unidade de computação científica da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, o ponto português de troca de tráfego entre redes IP celebra 20 anos de existência.

A Internet, como a conhecemos hoje, resulta de uma construção coletiva que integra milhares de redes espalhadas pelo mundo. Cada uma destas redes é na verdade um conjunto de computadores e outros equipamentos interligados e capazes de comunicar entre si usando uma linguagem comum, o protocolo IP.

A necessidade de assegurar a melhor conectividade possível, ao menor custo, originou a criação de pontos neutros de troca de tráfego, onde várias redes IP podem interligar-se entre si, de forma eficiente. Um ‘Ponto de Troca de Tráfego’ é uma das ferramentas que vieram melhorar a eficiência da rede global e que, como boa parte das ações na Internet, se baseia principalmente em colaboração. A denominação original, IXP ou IX, provém do inglês (Internet eXchange Point ou Internet eXchange).

Em Portugal, o GigaPix é o mais antigo ponto de troca de tráfego entre redes IP e é promovido e operado, há exatamente 20 anos, desde outubro de 1995, pela unidade FCCN. A denominação ‘Gigapix’ evoluiu do nome ‘PIX’ (Portuguese Internet eXchange), aquando da dotação da plataforma de várias portas com capacidade Gigabit, em 2001.

Também em 2001, foi criada a associação europeia de pontos de troca de tráfego IP, Euro-IX (www.euro-ix.net) da qual a FCCN foi membro fundador.

O GigaPix na sua totalidade (em Lisboa e Porto) é presentemente integrado por 25 membros e o seu pico diário de tráfego ultrapassa os 25Gbps, figurando na lista dos maiores Internet Exchanges Europeus.
Os principais objectivos do GigaPix são a melhoria na qualidade da interligação das redes IP presentes em Portugal e evitar a utilização de recursos internacionais para trânsito de pacotes IP com origem e destino em Portugal.

O objetivo primário de um Ponto de Troca de Tráfego é permitir que redes se interliguem diretamente e entre as suas grandes vantagens estão: a redução de custos, mitigação da latência (atraso) e utilização de largura de banda, visto que a existência deste tipo de infraestrutura permite que o tráfego entre dois pontos da Internet e que precisaria de percorrer muitas máquinas conectadas à rede, possa assim percorrer um caminho mais curto e mais controlado.

Promovido pela FCCN, a unidade de computação científica da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, o ponto português de troca de tráfego entre redes IP celebra 20 anos de existência.
O facto de todos os aspectos do funcionamento do GigaPix estarem ativos em IPv6 (a mais recente versão do Protocolo IP) prevê a crescente utilização da Internet de nova geração, ao mesmo tempo que estende mais uma inequívoca ponte em direção ao futuro.