Passar para o Conteúdo Principal
 

Novas caches Google já em funcionamento

Novas caches Google já em funcionamento

google

Desde abril de 2014 que a RCTS – Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade – tem ao dispor das entidades que a ela se ligam caches da Google. Agora, o acesso direto a essas caches é ainda mais rápido e eficaz. Estes mecanismos representam uma redução de tráfego internacional para fora da nossa rede. Esta solução melhora valores de tráfego e latência, e representa ainda uma redução de custos.

Recentemente, foi duplicado o débito de ligação às caches da Google, que agora podem atingir 40 Gbps. Para tornar a comunicação ainda mais eficaz e fiável, as caches em questão foram colocadas em salas técnicas diferentes, e deste modo fica assegurada a redundância em caso de eventuais falhas.

Em termos de capacidade, este upgrade significa que a RCTS disponibiliza, a partir de agora, várias centenas de terabytes de caching Google.

Com estas melhorias, a FCCN prevê um crescimento de utilização anual destas caches na ordem dos 60%, tendo estas uma taxa de eficiência média superior a 75%.