Passar para o Conteúdo Principal
 

«A b-on é instrumental no acesso ao conhecimento científico»

«A b-on é instrumental no acesso ao conhecimento científico»

A gestora da Biblioteca do Conhecimento Online (b-on), Joana Novais, destaca algumas das características que distinguem este serviço da Unidade FCCN, sublinhando a sua importância, face à evolução do paradigma da investigação científica. 

Como pode descrever o objetivo da b-on?

A b-on (Biblioteca do Conhecimento Online) disponibiliza o acesso a um conjunto muito relevante de conteúdos científicos, em áreas disciplinares que vão desde as Ciências Sociais e Humanidades até às áreas de Ciências, Tecnologia e Medicina.

Os conteúdos pertencem a alguns dos mais importantes editores e fornecedores de bases de dados a nível internacional, tais como a Elsevier, a Wiley, a Springer-Nature ou a Taylor and Francis.

 

A quem e em que situações pode a b-on ser útil?

Os membros da b-on são essencialmente instituições de ensino superior e de investigação, mas também incluem instituições de administração pública, instituições privadas sem fins lucrativos e também alguns hospitais.

Ao agregar a procura das instituições numa negociação centralizada, a b-on permite obter poupanças significativas resultantes de economias de escala, capacidade negocial e redução de processos aquisitivos. Isto permite que os seus membros tenham acesso a um conjunto muito mais completo de conteúdos – algo que, de forma individual, não seria viável.

 

«(…) a b-on consegue obter poupanças significativas resultantes de economias de escala, capacidade negocial e redução de processos aquisitivos»
Joana Novais, Gestora da b-on

 

Como avalia a implementação deste serviço junto da comunidade académica?

A investigação científica deve ser única e inovadora e, como tal, é essencial conhecer o que já é feito em determinada área de investigação. Nesse sentido, a b-on é instrumental para permitir o acesso a uma das principais matérias primas da investigação: o conhecimento científico. Cada vez que um investigador ou membro da comunidade académica faz uma pesquisa num determinado assunto e acede a um artigo científico de um dos nossos fornecedores, o sucesso desse gesto é assegurado pela b-on.

 

Quais são alguns dos números mais recentes relativos à atividade da b-on?

Neste momento a b-on conta com 61 instituições-membro e agrega conteúdos de 19 editores e fornecedores de conteúdos. O número de downloads assegurados pela b-on cresce de ano para ano, sendo que em 2019 se registaram mais de 11,5 milhões de downloads.

 

Qual a visão de futuro para este serviço?

O universo da publicação está em grande transformação. Fala-se cada vez mais da importância de a investigação ficar disponível de forma imediata. Um exemplo muito claro disso tem sido a forma como as editoras têm estado a disponibilizar todos os artigos de investigação sobre a COVID-19, para poder acelerar a transferência de conhecimentos entre os vários grupos de investigação de todo o mundo.

Naturalmente, esta necessária mudança de paradigma faz-se de forma gradual e concertada a nível mundial. Assim, uma das principais preocupações da b-on, neste momento, é o de acompanhar de perto a evolução das novas tendências e de se ir modernizando de acordo com as melhores práticas!