Go to main content
 

1.ª edição do Concurso de Projetos de Computação Avançada

1.ª edição do Concurso de Projetos de Computação Avançada

Supercomputadores

Cerca de 27 milhões de core.horas disponíveis na Rede Nacional de Computação Avançada.

 

A FCT, através da sua Unidade Computação Científica Nacional (FCCN), anuncia a abertura da 1ª edição do Concurso de Projetos de Computação Avançada, cujas candidaturas estão a decorrer até às 12h00 do dia 14 de setembro, para o primeiro lote de candidaturas apresentadas.

Trata-se do primeiro concurso para disponibilização de recursos computacionais com cerca de 27 milhões de core.horas em plataformas nacionais inseridas na Rede Nacional de Computação Avançada (RNCA). O concurso tem como objetivo promover a apresentação de Projetos de Computação Avançada em todas as áreas, que serão suportados tecnologicamente via RNCA, através dos seus recursos de computação avançada.

A RNCA incorpora atualmente 4 centros operacionais com as respetivas plataformas que integram o presente concurso:

  • Bob operado pelo MAAC — Minho Advanced Computing Center (https://macc.fccn.pt/);
  • Navigator operado pelo LCA-UC – Laboratório de Computação Avançada da Universidade de Coimbra (www.uc.pt/lca);
  • Oblivion operado pelo HPC-UE – High Performance Computing da Universidade de Évora (https://www.oblivion.uevora.pt/);
  • Cirrus-A e Stratus operados pela INCD – Infraestrutura Nacional de Computação Distribuída (www.incd.pt);

Estarão disponíveis duas modalidades de acesso: o A1 – Acesso Preparatório, recomendado a todos os projetos científicos e de inovação sem experiência prévia em HPC ou HTC e/ou sem histórico de utilização nos recursos computacionais da RNCA, com um limite de 50 000 core.horas ou vCPU_core.horas; e o A2 – Acesso Projeto, que se destina à utilização de recursos HPC, HTC ou Cloud Computing, para projetos com dimensão maior que 50.000 core.horas ou vCPU.horas até a um limite máximo de 3.000.000 core.horas ou vCPU.horas.

Este concurso está enquadrado na Iniciativa Nacional Competências Digitais e.2030 Portugal INCoDe.2030 e destina-se individualmente ou em copromoção a instituições do ensino superior e aos seus institutos e unidades de I&D (Investigação e Desenvolvimento); a Laboratórios do Estado ou internacionais com sede em Portugal; a Instituições privadas sem fins lucrativos que tenham como objeto principal atividades de I&D; a outras instituições públicas e privadas, sem fins lucrativos, que desenvolvam ou participem em atividades de investigação científica e a empresas de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica.

Mais informações na página do Concurso de Projetos de Computação Avançada (CPCA).