imagem decorativa
O programa PTCRIS, implementado pela Unidade FCCN, tem como objetivo facilitar a produção, acesso, partilha e gestão de informação sobre a atividade científica nacional. É responsável pelo desenvolvimento de um quadro normativo e infraestruturas tendo em vista a criação de um ecossistema integrado de informação sobre a ciência em Portugal. Saiba tudo aqui.

Um ecossistema científico e tecnológico aberto, com vantagens para todos os seus intervenientes. Esta é a visão do programa estruturante PTCRIS, implementado em Portugal pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, através da sua Unidade FCCN. A construção deste sistema é orientada por três objetivos fundamentais: reduzir a carga burocrática que recai sobre os investigadores simplificando a gestão da informação sobre a atividade científica; permitir que a atividade de investigação seja medida de forma mais precisa com base em dados completos, fidedignos e atualizados; facilitar o acesso a essa mesma atividade de investigação.  

O potencial do ecossistema PTCRIS tem impacto em todos os intervenientes do universo científico e tecnológico em Portugal. Ao promover a interoperabilidade entre os sistemas de gestão de ciência, o PTCRIS propõe-se a quebrar os silos de informação existentes beneficiando não só os  e dirigentes de instituições de Ensino Superior e Investigação, mas também outros agentes como os educadores;  editoras científicas; bibliotecas; empresas de tecnologia e  meios de comunicação social. Para todos estes agentes, será agora mais fácil gerir a informação de suporte à ciência e aceder a dados abertos sobre a atividade científica 

“Este ecossistema promoverá a excelência da ciência em Portugal”, pode ler-se no site do programa. Segundo João Mendes Moreira, o Diretor do PTCris, este programa pretende definir o quadro normativo dos sistemas de informação internos e externos à FCT e visa despertar a proximidade entre todos os agentes do universo de tecnologia e ciência, facilitando a sua interação.

Do website para o mundo: como chegar à Comunidade Científica

Para cumprir os seus objetivos e concretizar aquela que é a sua visão, o PTCRIS tem dois eixos de atuação fundamentais: a) desenvolvimento de um quadro normativo de interoperabilidade e infraestruturas e serviços focados nas entidades base do sistema científico (investigadores, instituições, financiamento, produção científica); e b) a promoção da adoção deste normativo e infraestruturas pelos diferentes serviços que operam no universo de ciência e tecnologia.

Um destes serviços é o CIÊNCIAVITAE, a plataforma nacional para gestão de currículos científicos. O CIÊNCIAVITAE surge como o primeiro serviço inteiramente baseado nas normas e infraestruturas PTCRIS e propõe-se a ocupar um espaço central no ecossistema de ciência e tecnologia nacional funcionando como ferramenta para a realização de qualquer ato administrativo baseado num CV. O CIÊNCIAVITAE conta, até ao momento, com 67.616 investigadores registados e mais de 1 milhão de artigos científicos referenciados.

Nos últimos anos, várias entidades têm adaptado os seus sistemas ao quadro normativo e infraestruturas passando a integrar o ecossistema PTCRIS. Entre estas incluiem-se a nova plataforma de gestão de financiamento da FCT, o MyFCT na qual a autenticação ocorre via CIÊNCIA ID e a submissão de informação curricular baseia-se exclusivamente no CIÊNCIAVITAE dispensando assim a re introdução de dados pessoais e curriculares no contexto de candidatura a financiamento FCT. 

Para além da FCT também a Agência Nacional de Inovação integrou este ano o ecossistema PTCRIS com o desenvolvimento do Portal de Inovação. Este portal baseia-se nas infraestruturas PTCRIS para gestão de organizações de ciência e tecnologia nacionais e no CIÊNCIAVITAE para agregar e disponibilizar a informação autoritativa sobre as pessoas que operam no sistema nacional de inovação.

Na vertente institucional, destaca-se o desenvolvimento de um framework de integração que permite a transferência de informação entre os sistemas de gestão de ciência das instituições conforme com o normativo PTCRIS e o CIÊNCIAVITAE. Um dos produtos desse trabalho, realizado em colaboração com o ISCTE-IUL, é a integração entre o CIÊNCIAVITAE e sistema de gestão de ciência desta instituição permitindo aos seus docentes/investigadores a transferência automática de informação curricular entre os dois sistemas.

A promoção da transparência da atividade científica é outro dos objetivos estratégicos do PTCRIS, com a criação de um portal agregador de toda a informação sobre a atividade científica desenvolvida em Portugal, nomeadamente perfis de investigadores, organizações que operam no ecossistema de ciência e tecnologia, produção científica e financiamento associado.  a

Todas estas valências conferem ao PTCRIS um papel instrumental na viabilização de um ecossistema de ciência e tecnologia mais eficiente, aberto e transparente. Reunindo toda a comunidade num só ecossistema integrado, funciona como um consultor digital nas áreas de investigação e ciência.

Conheça mais informação sobre o programa PTCris no site do serviço.

Outros artigos relacionados