De forma a demonstrar o papel das soluções comerciais de cloud na eficácia dos projetos de investigação, o projeto Open Clouds for Research Environments (OCRE) vai apoiar 15 projetos. 

No total, aproximadamente 6 milhões de euros serão distribuídos por 15 projetos europeus de inovação, no âmbito da segunda fase do projeto para adoção de serviços cloud criado através dos acordos-quadro OCRE IaaS+

Cada projeto vai receber entre 100.000€ e 500.000€, sendo que uma das características distintivas deste mecanismo de financiamento, explica o OCRE, no seu site, é a forma como “conecta diretamente os fornecedores de serviços cloud comerciais e os investigadores”. 

Todas as candidaturas foram avaliadas, pontuadas e classificadas pela equipa do OCRE para o financiamento de adoção de tecnologias cloud e supervisionadas por um conselho consultivo externo. 

Este momento é visto como fundamental no objetivo do OCRE de fundar um mercado único digital para serviços digitais e de cloud para a investigação europeia. Esta segunda fase de financiamento foi também uma forma de utilizar uma verba remanescente do orçamento do OCRE de forma “a ajudar os investigadores a terem à disposição as ferramentas de que necessitam, demonstrando o valor das mesmas”. 

Para o Diretor do projeto OCRE, Dave Heyns, esta colaboração estreita entre investigadores e fornecedores comerciais de serviços cloud tem sido “extremamente recompensadora para a equipa OCRE”. “Acreditamos que demonstrámos os benefícios significativos que a computação cloud comercial oferece à comunidade de investigação europeia e contribuímos para que estes serviços sejam mais acessíveis”. 
No seu site, o OCRE detalha os projetos que recebem financiamento. Iniciativas de análise genética, realidade virtual ou machine learning são alguns exemplos que se enquadram em três grandes áreas: Saúde, Ambiente e Tecnologias Digitais. Poderá conhecer os projetos apoiados no site oficial do projeto.

Outros artigos relacionados