Go to main content
 

GÉANT coordena renegociação dos Certificados digitais

GÉANT coordena renegociação dos Certificados digitais

O serviço TCS (Trusted Certificate Service) da GÉANT permite aos membros da comunidade académica e científica obter certificados de segurança reconhecidos, em Portugal, através do serviço RCTS Certificados. A GÉANT iniciou a preparação do seu quarto ciclo, procurando no mercado melhores condições.

A iniciativa, a nível europeu, envolve todas as redes nacionais de educação e investigação incluídas no TCS. O objetivo final passará por, salienta a GÉANT, no seu site, alcançar “um aprovisionamento para todas as NRENs (Redes Nacionais Académicas e de Investigação) que ofereça um número ilimitado de certificados a um preço fixo”.

O serviço TCS existe desde 2005, em ciclos de cinco anos, e foi enquadrado em três autoridades de certificação até agora (Global Sign, Comodo e DigiCert). O contrato com a DigiCert vai expirar em maio de 2020, tendo agora a GÉANT iniciado as preparações para o quarto ciclo de aprovisionamento.

A preparação incluiu três sessões públicas de “infoshare” com a comunidade GÉANT. Nestas reuniões, participaram um total de 22 NRENs. Este trabalho é focado, em grande parte, nas atualizações necessárias, do ponto de vista do requisitos técnicos e das necessidades do membros da comunidade.

A Unidade de Computação Científica Nacional é uma das entidades que pertence a esta estrutura, sendo responsável pela gestão da emissão de certificados para os membros da rede académica e científica nacional, sem custos adicionais.


Potencial de crescimento

De acordo com a GÉANT, a grande maioria dos membros do serviço TCS são NRENs europeias. Os dados mais recentes mostram um aumento sustentado do número de downloads de certificados. De cerca de 30 mil, em 2015, passou-se para um número superior a 90 mil – um crescimento superior a 300%.