imagem decorativa

Foi fundado, no dia 15 de dezembro, o Sines Tech – Innovation & Data Center Hub, uma estrutura criada por várias entidades públicas e privadas que tem como objetivo aumentar a” soberania digital da Europa e a competitividade global de Portugal”. A Unidade FCCN é um dos membros fundadores.

Criar um ecossistema digital aberto, com centro em Sines, onde dados possam ser disponibilizados e partilhados de forma segura, respeitando a regulação europeia. É esta a visão inerente à criação do cluster Sines Tech – Innovation & Data Center Hub, uma estrutura estabelecida a partir da colaboração entre entidades públicas e privadas, tendo em vista a criação “de um ecossistema digital em Sines”.

Situada na região onde foi ancorado o cabo submarino que liga a Europa à América do Sul – o cabo EllaLink – a nova estrutura pretende oferecer uma solução integrada para a colocação de cabos submarinos de telecomunicações, a instalação e operação de centros de dados, bem como a formação de técnicos qualificados. Através desta colaboração, será ainda possível gerar oportunidades de negócio únicas, promovendo a transição digital de Portugal e da Europa.

O Sines Tech – Innovation & Data Center Hub reúne entidades públicas e privadas para a criação de um cluster de tecnologias de informação e comunicação, incluindo a Câmara Municipal de Sines, a aicep Global Parques, o grupo EllaLink, a Fast Fiber, a Unidade de Computação Científica Nacional da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Unidade FCT/FCCN), a IP Telecom, a REN Telecomo, a Sines Tecnopolo e a START – Sines Transatlantic Renewable @ Technology Campus.

“Esta comunidade pretende contribuir para aumentar a soberania digital da Europa e a competitividade global de Portugal, que dependem de uma forte conectividade interna e externa. Desenvolver ambas dimensões é um pré-requisito para que Portugal seja um pilar de uma União Europeia que quer ser a ‘economia mais atrativa, mais segura e mais dinâmica do mundo’, destaca o Sines Tech.

A nova estrutura está localizada na Zona Industrial e Logística e Sines e conta já com a Estação de Amarração do Cabo EllaLink, um projeto de investimento num centro de dados (START – Sines Transatlantic Renewable & Technology Campus) que pretende responder à crescente procura por parte das empresas internacionais de tecnologia de streaming, processamento e armazenamento de dados, empresas de redes sociais e aplicações.

Sines é visto como um local que apresenta várias vantagens, desde as condições naturais da sua costa de águas profundas à disponibilidade de terrenos certificados para centro de dados e infraestruturas dedicadas às TIC, passando pela intensidade e interligações energéticas, disponibilidade de água de uso industrial e duas instalações de tomada e rejeição de água do mar.

Para saber mais, visite o website do Sines Tech – Innovation and Data Centre Hub em: https://sinestech.pt/

Sines Tech

Outros artigos relacionados