imagem decorativa

De 19 a 21 de outubro, a comunidade servida pela Unidade FCCN esteve reunida, no Politécnico de Leiria, para mais uma edição das Jornadas da Computação Científica. 

50 oradores, 27 sessões e 380 participantes. É este o saldo final da 12.ª edição das Jornadas da Computação Científica, evento que reuniu, durante três dias, a comunidade servida pela Unidade FCCN.

O objetivo passou por dar a conhecer a atualidade dos serviços e projetos FCCN, bem como algumas das novas tendências tecnológicas ligadas aos vários pilares de ação desta unidade da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: Computação, Conhecimento, Segurança, Colaboração, Conectividade e Inovação.

A organização desta edição das Jornadas de Computação Científica contou com o apoio do Instituto Politécnico de Leiria (IPL) que, durante estes três dias, trabalhou em articulação com a Unidade FCCN. “Foi para nós um grande prazer receber este evento”, destacou a equipa do IPL, durante a sessão de encerramento. Pouco depois, seria revelado o destino da próxima edição – será o Instituto Politécnico de Viseu (IPV) a acolher as Jornadas de Computação Científica em 2022. “Receber este evento será um momento marcante por que aguardamos”, revelou, numa mensagem gravada, o presidente do IPV, José dos Santos Costa.

Um dos momentos altos desta edição das Jornadas de Computação Científica ocorreu durante a tarde do segundo dia, quando os profissionais e especialistas da Unidade FCCN realizaram o momento Zapping FCCN. Em apresentações de três minutos, foi possível a todos os presentes conhecer as principais novidades dos serviços FCCN. No total, foram realizadas 15 apresentações rápidas que traçaram o retrato da atualidade da Unidade FCCN.

WhatsApp Image 2021 10 19 at 11.34.40 FCCN Unidade de Computação

Uma das novidades para a edição de 2021 das Jornadas de Computação Científica foi a realização de um exercício Capture The Flag por parte do RCTS CERT. Com uma duração total de 24 horas, o “Capture The Castle’s Flag” envolveu 967 utilizadores e 630 equipas que realizaram 27 de desafios em áreas como crypto, forensics ou network. A equipa vencedora, originária da Índia, resolveu 26 desafios, sendo que as melhores participações portuguesas foram de equipas da Universidade de Aveiro (24.ª posição), Universidade do Porto (29.ª posição e 35.ª posição) e Instituto Politécnico de Bragança (34.ª posição).

Outra das atrações habituais deste encontro é o concurso “Manda Lá o Bityte” – um desafio lançado a todos os participantes que os convida a, de forma criativa, dar a conhecer mais sobre a sua ligação com a Unidade FCCN. Em 2021, a vitória sorriu a Pedro Vapi, da Universidade de Coimbra, que ganhou assim um smartwatch oferecido pela Huawei, patrocinadora do concurso. “Fiquei surpreendido, mas acima de tudo contente por participar nas Jornadas de Computação Científica”, revelou o vencedor, antes de concluir: “É aqui que me sinto em casa”.

No final do evento, o balanço partilhado feito pela organização foi muito positivo. “Estas jornadas foram uma aposta ganha, com uma resposta muito positiva da nossa comunidade”, destacou o Coordenador Geral da Unidade FCCN, João Nuno Ferreira, durante a sessão de encerramento, deixando uma garantia: “Continuaremos a trabalhar para comunicar melhor convosco”.

Para recordar a edição anterior, nos Açores, recomendamos a leitura da noticia publicada em 2019.

Últimos artigos