imagem decorativa
A conferência internacional que vai reunir a comunidade ligada à plataforma Open edX realiza-se em Lisboa, de 26 a 29 de abril. Antecipando o evento, o vice-presidente para a área da Engenharia desta organização destaca aqueles que serão alguns dos principais objetivos e pontos altos. Edward Zarecor deixa ainda uma palavra sobre o trabalho realizado pela Plataforma NAU: “Enquanto projeto, estamos muito orgulhosos daquilo que a NAU construiu com recurso à plataforma Open edX”.

Quase dois anos depois do inicialmente previsto, a conferência Open edX 2022 está prestes a acontecer em Lisboa. Qual o significado deste evento para a comunidade Open edX? 

O projeto Open edX tem uma comunidade forte. Muitos de nós já colaboram desde 2013, quando o projeto foi inicialmente lançado como open-source. Por isso, haverá o entusiasmo natural de ver antigos colegas e amigos presencialmente, pela primeira vez em vários anos. Para além disso, a nossa comunidade tem estado excepcionalmente ocupada, durante a pandemia da Covid-19, a ajudar a que as aprendizagens passem para o online. Fizemos muitas coisas e colhemos vários frutos ao longo dos últimos dois anos. Esta conferência é a oportunidade de partilhar e refletir sobre aquilo que aprendemos em conjunto. 

Quais são alguns dos principais resultados que espera para estes quatro dias? 

A conferência tem vários objetivos distintos. Como comunidade, vamos reunir aprendizagens partilhadas e conquistas realizadas ao longo dos últimos dois anos. Vamos discutir para onde queremos evoluir a plataforma, tendo em conta o que aprendemos. Por outro lado, vamos também refletir sobre a “saúde” da comunidade open-source e como podemos evoluir para nos tornarmos um projeto mais inclusivo. No final da semana, a esperança é que todos possamos partir inspirados para construir a plataforma líder na área de educação online em comunidade.  

A conferência Open edX realiza-se desde 2014. Como é que o evento evoluiu ao longo do tempo? Há novidades reservadas para a edição de Lisboa? 

Este momento é um ponto de inflexão para o projeto Open edX. O rumo do projeto levou a que passasse da edX Inc. para uma organização sem fins lucrativos: o The Center for Reimagining Learning [O Centro para a Reinvenção da Aprendizagem]. Estamos focados em transitar para um projeto liderado pela comunidade, onde oportunidades para participar, contribuir e liderar são mais inclusivas e partilhadas por toda a comunidade. Este ano, vamos ter um grupo de trabalho e uma conversa sobre a governance do projeto, que será moderada por um dos nossos keynote speakers, Tobie Langel, na sexta-feira, dia 29. 

É habitual encontrarmos a opinião de que a pandemia foi uma oportunidade para afirmar os recursos de educação online. Sente que essa oportunidade foi maximizada? O que mais pode ser feito a esse respeito? 

Não penso que a oportunidade pudesse sequer ser maximizada, tendo em conta que grande parte da transição foi feita com muita pressa. O ponto crítico, agora, é avaliar o que conseguimos alcançar. O que funcionou bem? O que poderia ter funcionado melhor? Estamos num momento em que a proposta subjacente à aprendizagem online é melhor entendida. Para aproveitar este momento, temos de continuar a focar a melhoria da qualidade da educação online. 

Estrategicamente, esta conferência representa também um esforço para afirmar e divulgar os MOOCs nos espaços de educação e formação europeus? 

Sim, os MOOCs podem cumprir um papel importante na formação e em outras áreas da educação. Contudo, o nosso objetivo a longo-prazo é a criação de experiências de aprendizagem cativantes que nos levem além da aprendizagem assíncrona, ao suportarem modelos blended e ao continuarem a ultrapassar os limites do que é possível fazer online. 

Focando o contexto português, a Plataforma NAU celebrou recentemente três anos de existência. Tem acompanhado a sua trajetória? Como prevê o seu futuro? 

Enquanto projeto, estamos muito orgulhosos daquilo que a NAU construiu com recurso à plataforma Open edX. A equipa da Unidade FCCN da FCT é composta por membros maravilhosos da nossa comunidade e óptimos anfitriões. A Plataforma NAU tem impressionado pelo número de utilizadores que se juntaram à plataforma e pelo número de certificados emitidos. 

FCCN Unidade de Computação
NOVA SBE, em Carcavelos, acolhe a conferência Open edX

Outros artigos relacionados