imagem decorativa

Nova funcionalidade do serviço de videoconferência da Unidade FCCN apresenta várias vantagens para os utilizadores Colibri. Descubra quais.

Graças à integração de Zoom Apps no serviço Colibri, passa agora a ser possível abrir aplicações colaborativas diretamente numa sessão, sem necessidade de partilhar uma página, aplicação ou site externo. “O objetivo é facilitar o acesso dos utilizadores aos softwares de produtividade, bem-estar e entretenimento”, explica a equipa Colibri, no site de ajuda deste serviço.

Foram já testadas e instaladas várias Zoom Apps, que assim passam a estar disponíveis para utilização de toda a comunidade: Kahoot; Miro; Mural; Mentimeter; Survey Monkey; Dot Collector; Virtual Backgrounds; Pexels; Draw with Scribble Together Whiteboard; Meeting Timer; Agenda Timer e Clock Countdown; Notejoy e Allo.

De forma a apoiar a comunidade na utilização desta nova funcionalidade, foi criada uma página dedicada no site de ajuda do Colibri que contém as principais aplicações recomendadas. Destaque para o facto do acesso direto à API Zoom continuar a ser restrito à Unidade FCCN, por questões de segurança, sendo que todas as aplicações não testadas terão de passar sempre pelo fluxo de testes e aprovação da gestão do serviço.

No seu site, a plataforma Zoom descreve as Zoom Apps como uma forma de “enriquecer a experiência do utilizador através de vários casos de uso – incluindo quadro branco, gestão de projeto, registo de notas, gaming e mais”. Esta integração é vista pela marca como uma componente essencial na transição “de uma aplicação para uma plataforma”.

Pode saber mais sobre o serviço Colibri no site da FCCN.

Outros artigos relacionados